Mount Olympian

Ficha de Reclamação de Edmund Alec Peverel

Ir em baixo

Ficha de Reclamação de Edmund Alec Peverel

Mensagem por Edmund Alec Peverel em Dom Out 06, 2013 3:41 pm

Progenitor(a) Divino: Melinoe.
Progenitor(a) Mortal: Oliver Armstrong Peverel
Local de nascimento:Londres
Cor dos Olhos: AzulClaro
Cor dos Cabelos: PretoClaro
Estatura: Baixa
Prefere ficar no(a): Ataque
É uma pessoa tímida? Sim
Faz o que os outros dizem? Não
É uma pessoa forte ou insegura? Nenhum dos dois.
Sempre segue o plano? Sim
Por que escolheu a divindade como progenitor:
Desejo ser filho desta divindade pois admiro-a bastante, além de ela ser extremamente poderosa e inteligente, sua personalidade me encanta e é bem parecida com a minha.
História:
Ed nunca foi de ter muitos amigos, viveu a maior parte de seu tempo estudando em casa. Quando não estava em casa ia para a biblioteca, o pai dele vivia enfurnado dentro do escritório escrevendo seu novo livro o qual ainda não tinha terminado. Nada disso era tão importante para ele, ele só queria viver, mas nem isso podia. Ele era diferente dos demais, e as pessoas diferentes sempre são rejeitadas, não foi diferente para ele. Ao 14 anos fugiu de casa, levando suas roupas e uma quantia de dinheiro equivalente a 30.000 dólares. Vivia na rua mesmo tento bastante dinheiro, a noite furtava velhinhas indefesas como se fosse um hobbie. As vezes via coisas estranhas acontecerem, mas levava as coisas na maneira logica, sempre culpando na infância ter assistido muitos desenhos.  No dia de seu aniversário de 16 anos, foi interceptado por  Ciclope, o qual quase o matara se não tivesse sido morto com varias flechadas recebidas de um Sátiro, após isso Edmund desmaiou e só se acordou quando adentrou ao acampamento, o seu novo lar, ou não.
Batalha:
Meus olhos ardiam devido aos raios solares que insistiam em tentar me cegar, odiava a manhã e toda aquela droga de barulho. Se pudesse se trancaria em um lugar escuro e só sairia após o Sol se por. Sentia seus lábios rachados, a imensa vontade de ir comer não passava. Era ilógico como quanto mais você pensava em comida mais dava fome, humf. Impulsionando meu corpo para cima, levanto-me rapidamente caminhando em direção a saída do beco recém ocupado por mim. Regra nº1: Nunca fique no mesmo beco por duas noites, ou eles vão te rastrear. Ou se você for um estranho como eu, a qualquer momento eles vão tentar te matar.
E era aquilo foi o que aconteceu, um estanho homem adentrou o beco, era enorme e sua aparência era tão feia que dava vontade de rir, seu unico olho me fitava como se estivesse pronto para devorar a vitima, que pelo enorme machado que carregava consigo, ele não estava ali para brincadeiras. -Hmf, meio-sangue delicioso. Boby está com fome... Muita fome. - Rosna aquilo. - Vai procurar outra pessoa idiota, não sou prostituto... - Vociferei pulando para o lado fugindo de ter a cabeça decepada.
Não tinha muitas coisas para usar como defesa ali, pego a primeira tampa de lixo e jogo na face dele, fazendo-o cambalear por alguns segundos. Suspiro aproveitando a situação para passar por entre suas pernas e correr que nem louco para fora do beco.
Quando você está nervoso não pensa direito, corre direto para o pior local. Quando percebi já tinha adentrado a floresta, encosto meu corpo em uma árvore tentando recuperar o folego que não voltava. -Droga, deixei minhas coisa no beco... Preciso voltar. - Um segundo estava em pé, no outro, encontrava-me jogado no chão sem saber o que me atingiu. Levanto com dificuldades e novamente sou atacado, voando mais 2 metros batendo em outra árvore. Aquele cara tava de onda comigo.  Com agilidade levanto antes de ser partido ao meio e sem saber muito bem o que aconteceu uma flecha é acertada na coxa dele. Ele se contorce de dor e me joga pra longe, aquilo parecia modinha já. Levanto-me sem conseguir focar minha visão no que acontecia direito, tudo na minha volta girava, pouco minutos depois ele cai no chão e em vira pó, não entendi muito bem se aquilo era uma alucinação que teve efeito devido estar quase desmaiando ou se tinha enlouquecido de vez, as duas alternativas por hora eram alarmantes Em seguida desmaio.
avatar
Edmund Alec Peverel

Mensagens : 2
Data de inscrição : 09/09/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum