Mount Olympian

As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Ir em baixo

As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Melinoe em Qua Ago 28, 2013 7:27 pm

Entrei no chalé feito para meus filhos no acampamento sabendo que apenas Dominic estaria ali. Meus fantasmas já haviam me informado disso e eu apenas precisava de um pequeno favor do meu filho.
Calmamente, caminhei até seu quarto, sorrindo ao encontrá-lo.
- Dominic! - exclamei entusiasmada - Adoraria conversar com você, mas parecido de um favor seu, filho. Há alguns dias, minhas correntes foram roubadas. Elas são uma das minhas armas mais fortes e em mãos erradas fariam grandes estragos. Alguns fantasmas me informaram que ela está na Grécia e eu preciso que você as busque para mim. Lhe darei ótimas recompensas. Aqui tem uma mochila com tudo que você precisará. Boa sorte, filho.
Itens e procedimento:

*Pingente em forma de cubo capaz de capturar fantasmas e aprisioná-los.
* Passagens de avião para a Grécia (use se achar necessário)
* Narre seu encontro com a deusa até a chegada no aeroporto (se usar as passagens) ou a chegada no outro país.
* Não esqueça de pegar suas armas e comunicar Quíron da missão.
avatar
Melinoe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 120
Data de inscrição : 27/08/2013
Localização : Submundo.

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Dominic Allen Máximos em Qua Ago 28, 2013 7:56 pm

Eu estava em meu chalé, mais uma vez entediado, com um susto a porta principal se abriu e quando enfim pude enxergar era uma mulher, meu corpo arrepiou-se e pela primeira vez na vida eu pude sentir algo tão bom, não dava para explicar era como se milhões de raios caíssem sobre mim, eu estava feliz, só não conseguia demonstrar isso, ela entrou e começou a se comunicar.
- Dominic, Adoraria conversar com você, mas preciso de um favor, filho. Há alguns dias, minhas correntes foram roubadas. Elas são uma das minhas armas mais fortes e em mãos erradas fariam grandes estragos. Alguns fantasmas me informaram que ela está na Grécia e eu preciso que busque-as para mim. Lhe darei ótimas recompensas, Aqui, uma mochila com tudo que precisará. Boa sorte, Filho!
Aquelas palavras... eram doces e me acalmava, o fantasma que era a minha vida parecia se tornar completo pela primeira vez e agora que eu já havia desistido de continuar ela havia me chamado de filho... Me levantei ainda com um pouco de dúvida e a vontade de dar um abraço foi maior do que eu pudesse segurar.
- Mãe... Posso? – Abaixei a cabeça e fitei ela com os olhos cheios d’água
- Claro meu filho, Mais seja rápido. – Sorria
Trocamos caricias e fui até o meu armário, a minha última missão havia me esgotado e sem dúvidas eu precisaria de um auxílio extra para que tudo desse certo, abri as portas devagar e puxei a minha espada elétrica, de longe a minha favorita. Após me armar fui até a sala e terminei de colocar os meus anéis, Abri a porta e aspirei o ar fresco pela primeira vez no dia, e que dia, estava lindo e repleto de cores, amarelo, vermelho, verde, era tudo que eu precisava para me sentir ainda mais feliz, corri para a casa grande e antes que fosse chamado abri a porta.
- Quíron, preciso que autorize a minha saída, minha, minha, minha, minha mãe... Ela apareceu no meu chalé, e eu preciso ajuda-la – respirei aliviado
- Garoto! Não costumo liberar semideuses para uma batalha fora das nossas terras, principalmente desacompanhado –[/color] Resmungou
- Por Favor, eu cuido das limpezas do acampamento por uma semana –[/color] sorri desanimado
- Vá! –[/color] virou incomodado o centauro.
Sorri e saí de lá, ainda correndo procurei por minha mãe e ela não estava mais lá, ainda correndo percorri grande parte do acampamento até chegar no chalé de Hermes, como já era de costume eu sempre pegava algo antes de ir, abri as cortinas e adentrei na habitação.
- Kuuuuuuuuurt! – Gritei
- Oi, Inútil – Respondeu o sátiro, acompanhado de seu protegido.
- Preciso de um Táxi especial, até o Aeroporto, Rápido! – sorri.
- Tudo bem – Gritou e puxou um apito.
Segundos depois de assoprar o apito um táxi surgiu na frente do chalé, o motorista era um Ciclope, ele usava óculos escuros e roupa casual, estava disfarçado. Entrei no táxi e seguimos na velocidade da Luz até o aeroporto, assim que chegamos desci do carro e corri para dentro da o lugar, tirei as passagens do bolso e fui até o guichê, senti um frio na barriga e sem querer olhei para o lado, era a minha mãe e logo fui até ela.
- Nos encontramos denovo enfim. - Sorri

avatar
Dominic Allen Máximos
Mortos
Mortos

Mensagens : 99
Data de inscrição : 07/07/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Melinoe em Qua Ago 28, 2013 8:11 pm

Sorri para Dominic e acariciei de leve seu rosto, eu era pouco acostumada com afeto.
- Muito bem, filho. Vim lhe dar um último aviso antes que embarque. Tome cuidado, muitos monstros estão atrás das minhas correntes e nem todos os fantasmas são confiáveis. Repito, tome cuidado. Lhe ajudarei em breve.
Procedimento:
*Pouco antes de embarcar, um ciclope lhe atacará, mate-o e corra para não perder o avião
avatar
Melinoe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 120
Data de inscrição : 27/08/2013
Localização : Submundo.

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Dominic Allen Máximos em Qua Ago 28, 2013 8:34 pm

Ela respondeu as minhas emoções com um sorriso que foi muito bem vindo por mim, acabei roubando um abraço e muito feliz escutei atento as palavras dela.
- Muito bem, Filho. Vim lhe dar um último aviso antes que embarque. Tome cuidado, muitos monstros estão atrás das minhas correntes e nem todos os fantasmas são confiáveis. Repito, tome cuidado. Lhe ajudarei em breve.
Assenti e passei a mão no meu cabelo, ajeitando a minha franja, apertei a mochila e segui até o embarque, faltavam muitos para a minha vez e enquanto eu estava distraído fui puxado pelas costas, olhei para trás e um ciclope gordo e pesado segurava-me pela mochila e me lançava na sala de achados e perdidos. Olhei ao redor e felizmente ninguém nos viu, levantei-me e ajeitei-me, retirei os ciscos da minha roupa e tirei a minha espada da bagagem, dentro da sala havia uma outra mais além, era um deposito bem grande e escuro, lá tinha os perdidos dos passageiros que acabavam largando-os durante um voo e outro. Corri para lá e o Ciclope me seguiu quando enfim chegamos finalmente estávamos sozinho e nada poderia nos atrapalhar, quando já me preparava para o primeiro ataque um som ecoou pela sala e a mensagem exibida pelo alto-falante foi alta e clara.
- Atenção senhores, o voo para a Grécia sairá em 10 minutos, não toleraremos atrasos. – Falou a comissária
Me assustei e arqueei a sobrancelha, aceitei o fato de que não podia demorar e que o ciclope já estava enfurecido bagunçando as malas ao redor, aprumei um sorriso e bati a espada no chão.
- Venha aqui, seu estúpido de um olho só – Sussurrei
O Ciclope tomou o seu rumo e com a sua clava ele tentava me ferir com golpes pesados e lentos, eu desviava sem dificuldades e entre um golpe e outro conseguia fazer cortes leves na pele do gigante.
- Só isso? – sorri!
Ele pulou enfurecido e novamente me atacou, desta vez com uma investida pesada, o golpe foi bem sucedido e mesmo que eu tenha tirado o meu corpo de leve ainda recebi grande pare do dano, fui lançado para trás e bati de encontro com uma estante, ficou tudo bem já que me bati em malas bem macias; sorri e avancei sem parar, outro toque foi exibido nos alto-falantes e desta vez faltavam apenas 5 minutos, corri contra o ciclope e o mesmo revidou com um golpe horizontal, escorreguei o meu corpo para baixo e deslizei por baixo de suas pernas girando o corpo assim que passei pelos membros, com grande habilidade cortei os dois tendões em seus pés fazendo o mesmo cair, seguindo o ritmo girei o meu corpo tornando os meus movimentos quase uma dança, o giro revelou a lamina da minha espada que com perícia cortava a cabeça do gigante que caiu em um monte de pó dourado. Pulei e guardei a espada corri de encontro a fila e quando cheguei faltava apenas poucas pessoas, entrei no último lugar e avancei enquanto esperava a minha vez. Entrei no avião e sentei em minha poltrona, logo iniciou o voo.
avatar
Dominic Allen Máximos
Mortos
Mortos

Mensagens : 99
Data de inscrição : 07/07/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Melinoe em Qua Ago 28, 2013 8:52 pm

O vôo foi tranquilo, Dominic apenas se preocupou com os olhares estranhos que a comissária de bordo lançava em direção a ele. Não eram olhares nada agradáveis. O avião desembarcou na Grécia ao anoitecer.
Ao desembarcar, foi barrado pela aeromoça e logo notou que a mesma era uma dracaenae.
Procedimento:
* Mate a dracaenae e vá para a saída do aeroporto, onde receberá novas informações.
avatar
Melinoe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 120
Data de inscrição : 27/08/2013
Localização : Submundo.

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Dominic Allen Máximos em Qua Ago 28, 2013 9:33 pm

Entre um sono e outro não pude de deixar de perceber uma aeromoça ela era bonita e bem charmosa durante todo o voo até a Grécia a mesma passou me observando, como se estivesse me analisando. Era noite e após horas de voo chegamos, deixei todos passarem e tomei cuidado para ser o último a passar pela porta, levantei e fitei a comissária mais uma vez, saí devagar e antes que eu saísse do avião a mesma me puxou para dentro.
- O que aconteceu? – respondi assustando.
- Garoto, garoto, garoto, você não sabe de nada – respondeu rindo assustadoramente.
A porta do avião fechou e ficamos apenas nós dois lá dentro, assustado eu observava o corpo da aeromoça mudar, transformando-se em uma Dracaenae, levei um susto ao ver o corpo original e quando as suas garras foram expostas, enfim revelou ser uma adversária a altura. Pensei antes de sacar a minha espada e desta vez desenrolei o meu chicote, bati contra uma poltrona e chamei a criatura pra cima, ela veio como uma criança e começou a me atacar, seus golpes eram rápidos e certeiros, as unhas agiam como navalhas e sempre que eu deixava de desviar corretamente era surpreendido por um fino, sorri e mais uma vez deixei-a avançar, eu queria testar as minhas habilidades e tentar ataques novos. Outra vez a criatura me perseguiu dentro do avião e assim que eu parei ela deu uma investida deixando as suas garras a frente do seu corpo, com o meu chicote consegui agarrar o braço dela e com um giro puxei o membro para o lado fazendo-a cravar as unhas na cadeira.
- Realmente, não devo saber muitas coisas, mais você não é digna para me enfrentar! – Falei em tom de Ordem.
- Insolente! – Gritou a Dracaenae.
Enquanto tentava escapar puxei o chicote e segurei o outro braço, levei alguns arranhões no antebraço mais nada muito sério a minha blusa e calça estavam com cortes e em alguns lugares bem rasgadas, enquanto ela estava sobre o meu domínio ajudei-a à retirar a mão da poltrona e com delicadeza amarrei as duas, ela ficou com as mãos presas e com dois passos para trás eu puxei o meu chicote. Ela vinha para frente mesmo sem querer sendo obrigada a seguir os meus passos, soltei o chicote e em seguida puxei a minha espada que brilhava, a Dracaenae veio furiosa em minha direção, sem as suas armas principais seria fácil de derrota-la, pulei e desferi um golpe de cima para baixo cravando a minha espada na cabeça da mesma, o pó dourado foi espalhado dentro da nave e correndo eu saí de lá tapando os olhos, a porta se abriu e quando eu já estava fora do avião decidi sair de todo aquele caos, corri até a saída do aeroporto e procurei por algum táxi fora dali.
avatar
Dominic Allen Máximos
Mortos
Mortos

Mensagens : 99
Data de inscrição : 07/07/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Melinoe em Qua Ago 28, 2013 9:56 pm

Não demorou para um táxi parar e o semideus logo tratou de entrar.
- Para aonde? - perguntou o taxista.
Como se estivesse programado, um fantasma apareceu sentado ao lado de Dominic e apenas o garoto pode escutar o que ele disse.
- Vá para um hotel, coma e descanse. Sua mãe lhe aconselha a procurar sobre os antigos templos.
avatar
Melinoe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 120
Data de inscrição : 27/08/2013
Localização : Submundo.

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Dominic Allen Máximos em Qua Ago 28, 2013 10:15 pm

Entrei no táxi e ouvi atentamente as palavras do fantasma, logo dei as instruções para o motorista, nós paramos em um hotel eu paguei o táxi e aluguei um quarto, subi as escadas e a habitação era comum, nada muito chique, destranquei a porta do meu quarto e tomei um banho lento e calmo, após terminar saí pela porta enxugando os meus cabelos com a toalha, joguei-a no sofá e desci para fazer uma refeição, fui até a mesa indicada pela funcionária e todos os aperitivos estavam prontos, enfileirados e bem organizados, como eu gostava, peguei um pires e fui até a mesa, as opções eram variadas e tinham de iogurtes até balas de menta, dentre a grande variedade escolhi apenas o mais sadio, dois filetes de peito de frango, duas claras de ovos e um copo de leite, o resto foi acompanhado de batata doce e um grande pedaço de bife, essa era uma refeição hiper proteica ia me manter de pé por dias. Me levantei e dormi por toda a noite, acordei de manhã bem cedo e após uma boa noite de sono eu estava pronto para estudar fui até uma banca de livros dentro do hotel e procurei sobre alguns que retratavam os antigos templos de lá, li vários livros e perdi a minha manhã com isso, passou o horário do almoço e eu estava concentrado, chegou a tarde e finalmente eu achei descrições exatas sobre tais templos, saí de lá e caminhando segui em direção as casas sagradas, andei por alguns minutos até chegar no primeiro, parei na porta e fitei todo o exterior, era repleto de colunas, algumas caídas, outras em perfeito estado, por dentro estava quase todo destruído mais de fora era possível enxergar uma porta.
avatar
Dominic Allen Máximos
Mortos
Mortos

Mensagens : 99
Data de inscrição : 07/07/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Melinoe em Qua Ago 28, 2013 10:23 pm

Dominic fez menção de entrar quando ouviu um latido, ao se virar, deparou-se com um cão infernal correndo em sua direção.
Procedimento:
* Mate-o e entre. Apenas isso.
avatar
Melinoe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 120
Data de inscrição : 27/08/2013
Localização : Submundo.

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Dominic Allen Máximos em Qua Ago 28, 2013 10:54 pm

Enquanto observava atento a estrutura um latido me chamou atenção, era um cão infernal porém fiquei um pouco assustado por ser de dia, a presença do cão não me assustava mesmo sendo muito rápido e ágil, esse tipo de monstro era o que eu recusava batalhar, além de ser difícil de evitar ferimentos. Corri contra ele, desta vez sorrindo, nós estávamos visíveis entre os turistas e assim que nos encontramos seguimos para um lugar escuro, logo ao lado do templo em ruínas, puxei a minha espada elétrica e ativei o meu escudo pela primeira vez no dia, em meu dedo um de meus anéis moldava-se e tomava a forma de um escudo, bonito e bem leve, posicionei-o a frente do peito e investi um ataque contra o cachorro, o mesmo veio em minha direção sem hesitar. O Encontro seria inevitável e um de nós sairíamos feridos, nos chocamos e os dois foram lançados para trás, corri uma pequena distância e cai sentado; tentei me levantar e consegui com facilidade, a criatura infernal exibia toda a sua força e sede de sangue, Ele mostrou as suas garras e avançou em velocidade, parei e analisei os seus movimentos, tentei prever o seu primeiro ataque e por reflexo desviei o corpo para a direita fazendo as garras arranharem o meu escudo, sorri e tentei um golpe na horizontal com a espada, ela acertou acima da pata, mais não foi nada grave. Dei dois pulos para trás e abaixei o escudo, a criatura das trevas mancou e logo se reergueu.
Não haviam falas que coubessem naquele momento, eu estava com um pouco de medo, odiava lutar contra monstros assim, além de serem asquerosos são super chatos, dei dois passos e foquei a mente na batalha, avancei com grande velocidade e comecei a desferir golpes em todas as direções, apenas alguns foram evitados os que acertaram causaram danos de médios até feridas graves. O Cachorro caiu no chão e ao seu lado eu ajoelhei.
- Não gosto muito de maltratar cachorros amiguinho, desculpe. – Fechei os olhos e finquei a espada no lombo do cão
Levantei ainda com um pouco de remorso, recolhi a minha espada e guardei-a desativei o meu escudo e fui até o templo, parei e pensei por alguns instantes e logo depois entrei.
avatar
Dominic Allen Máximos
Mortos
Mortos

Mensagens : 99
Data de inscrição : 07/07/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Melinoe em Qui Ago 29, 2013 10:20 am

Dominic conseguiu finalizar o monstro, mas antes que isso acontecesse, o cão infernal consegue fazer um ferimento em seu ombro, dificultando os movimentos do semideus.
Ao entrar no templo, nota uma quantidade absurda de fantasmas, todos vagando pelo lugar, sem realmente fazer alguma coisa.
Estou parada no canto mais distante do meu filho, observando os fantasmas.
Instruções:
*Vá até mim, os fantasmas irão tentar falar com você e pedir ajuda, esquive-se deles.
*Espere o que eu tenho a dizer.
avatar
Melinoe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 120
Data de inscrição : 27/08/2013
Localização : Submundo.

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Dominic Allen Máximos em Qui Ago 29, 2013 11:16 am

Após o fim da batalha percebi um ferimento um pouco grave em meu ombro, praguejei e fui ao templo e entrei, lá dentro estava repleto de fantasmas e mais afrente poderia ver a minha mãe, ela estava de fundo, escondida nas sombras me chamou disfarçadamente, os fantasmas me cercavam e aquilo me incomodava eles tocavam no ferimento em meu ombro e pairavam entre os outros deixando o ar gelado, não podia aproximar-se tanto deles já que todas as vezes que passávamos perto eles pediam algo em troca de alguma coisa que precisasse, tentei esquivar-me de alguns mas as vezes não dava para esquivar-se dos mesmos.
- Como vocês são chatos – Praguejei
Continuei andando e mais fantasmas surgiam, o meu ferimento no ombro me incomodava e já não me deixava mais fazer tanto esforço com o braço, passei os dedos entre a ferida para tentar amenizar a dor, mesmo escapando dos ataques súbitos dos fantasmas sedentos consegui chegar até a minha mãe.
- Nossa, Como eles são chatos ...! – sorri enfurecido.
avatar
Dominic Allen Máximos
Mortos
Mortos

Mensagens : 99
Data de inscrição : 07/07/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Melinoe em Qui Ago 29, 2013 11:47 am

Observei os fantasmas tentando se aproximar de Dominic e esperei que ele viesse até mim.
- Esse é um antigo templo de meu pai. Zeus me deu para aprisionar os fantasmas que me desobedecem. Os aprisiono aqui por alguns éons. - falei sem deixar de olhar para os fantasmas - Um deles escapou e foi esse que roubou minhas correntes. Descobri que ele as levou para a Acrópole de Atenas.
Procedimento:
*Siga para o local.
*Ao sair do templo de Zeus, você é atacado por uma empousai. Mate-a.
*Termine o post com sua chegada no Acrópole.
avatar
Melinoe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 120
Data de inscrição : 27/08/2013
Localização : Submundo.

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Dominic Allen Máximos em Qui Ago 29, 2013 7:38 pm

Eu havia chegado até a minha mãe e atento ouvi as palavras dela.
- Esse é o antigo templo de meu pai, Zeus, me deu para aprisionar os fantasmas que me desobedecem. Os aprisiono por alguns éons. Um deles escapou e foi esse que roubou minhas correntes. Descobri que ele as levou para a Acrópole de Atenas.
Após ouvir tais palavras segui atrás do fantasma e saí do templo um rastro foi deixado pelo fujão e a sua aura emanava um cheiro peculiar que apenas os mais chegados poderiam sentir, fui seguindo o cheiro até uma certa parte do caminho, continuei andando e quando enfim avistei a Acrópole uma Empousai cruzou o meu caminho, ela era feia e tinha cabelos em chamas, seu corpo era desproporcional e as suas patas... bem... uma de bronze e outra de burro.
Estranhei a criatura com um sorriso e puxei a minha espada, equipando-a na mão direita ainda sorrindo tentava tapar os risos com o escudo que ia se formando e voltando a sua forma, a Empousa correu em minha direção cambaleante por conta da desproporcionalidade de seu corpo, um golpe em suas pernas e pronto, fim de luta, pulei para trás e tentei um chute em sua perna direita, o chute foi forte e assim que atingiu a canela da criatura um arrepio tomou meu corpo, bati justamente na perna que era de bronze e acabei sendo surpreendida pela pata de burro, levei um coice e caí um pouco mais a frente. Me recompus e praguejei por conta do meu erro, corri em direção a mulher e pulei, no ar estendi a lamina da espada e apontei a extremidade para o peito da empousai, segundos depois o golpe foi feito com uma estocada direta no coração, por pouco a criatura tirou o corpo e a ponta acabou presa no ombro impedindo a movimentação do braço. Perdi a espada e ela se afastou, peguei o meu escudo e ergui, avancei com velocidade e me lancei contra a mesma dando uma investida poderosa, nós dois caímos e aproveitei a chance e com bastante oportunismo retirei a espada, ela me segurou e nós medimos forças, e enfim saí vitorioso ergui a espada e apliquei outra estocada, desta vez certeira, ela começou a tremer e eu tentei me levantar, rapidamente toda aquela massa corporal foi transformada em pó e um pouco machucado deixava o cansaço me lembrar da ferida em meu ombro, passei entre o pó e puxei a minha espada, guardei-a e segui a trajetória até o templo de Atena, cheguei até a porta e fitei o interior mais não vi nada, subi algumas escadas e respirei fundo buscando forças para continuar.
avatar
Dominic Allen Máximos
Mortos
Mortos

Mensagens : 99
Data de inscrição : 07/07/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Melinoe em Qui Ago 29, 2013 7:53 pm

Ao chegar na Acrópole, o semideus se deparou com o lugar vazio, o que era incomum para um ponto turístico daquele porte. Caminhou por entre as ruínas até se deparar com um fantasma, pouco mais a frente, ele estava envolto em correntes.
Procedimento:
*Use o item que eu lhe dei para capturar o fantasma e recupere as correntes.
P.S. Para capturar basta apenas encostar com o cubo no fantasma, mas lembre-se de tudo que ele pode fazer para evitar ser capturado.
avatar
Melinoe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 120
Data de inscrição : 27/08/2013
Localização : Submundo.

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Dominic Allen Máximos em Qui Ago 29, 2013 8:21 pm

Corri atrás do Fantasma e parei em seguida, fechei os olhos e soltei os meus equipamentos para que eu ficasse mais leve, tirei a minha armadura e mantive apenas as roupas casuais, uma camisa preta com detalhes vermelhos, calça Jeans Skinny e um Nike AirMax nos pés, sorri e comecei a rodear a criatura com malicia.
- Essas correntes tem dono, sabia? – Sorri
- Quem é você, saia daqui, elas são minhas – Respondeu o Fantasma desesperado
- Meu nome é Dominic, sou um Semideus filho de Melinoe a dona dessas correntes, se não me der terei que aprisiona-lo por toda a eternidade. – Suspirei
Ele se desesperou e começou a correr, eu corri atrás dele e logo toquei o meu pingente, ele se abria em um cubo que eu segurava em minhas mãos, sempre que me aproximava o fantasma levitava algumas coisas e lançava contra mim, pedras, madeiras, quaisquer detritos que causassem danos, isso me atrasava e quase não dava pra chegar próximo dele, nós corríamos feito criança um atrás do outro dentro do templo, foi quando eu resolvi ter uma ideia. Corri e me escondi atrás de uma pilastra, mesmo que ele pudesse perceber a minha presença um golpe rápido poderia ser de ótima ajuda, fui trocando de pilastras com o tempo e ficava apenas alguns segundos em cada, ele riu e veio até as pilastras tentando me encurralar entre elas, saí de trás de uma delas e fui até o fantasma, durante a movimentação eu deixei o cubo em sua forma de pingente e assim que o ladrão levitou alguns itens eu apenas esperei o impacto, ele estava se achando e provavelmente tinha esquecido do perigo que estava em minhas mãos, apertei os olhos e olhei no fundo dos olhos dele. Uma sede de vingança surgiu repentinamente em meu corpo e logo uma aura tomou conta, ela emanou até ele, o impacto foi implacável e logo ele caiu no chão, me levantei e continuei fitando-o mais uma vez a aura continuou emanando e voltou a tomar conta do corpo dele, porem esta era diferente, o medo deixou o fantasma paralisado, apontei o dedo para o mesmo e gritei:
- Você é culpado, devolva essa corrente, e entre nesse cubo. – Gritei
- Tu... tu... tudo bem – Respondeu o Fantasma lançando a corrente e vindo em minha direção
Apertei o pingente e o fantasma estendeu a mão até o cubo, posicionei-o em posição que fosse correta para a absorção e finalmente aprisionei o fantasma, abaixei e segurei a corrente, caindo em seguida. Eu estava paralisado por conta de uma maldição de Tanatos, esperava fitando o teto do templo.


Habilidades Usadas:


Nível 8- Senso de justiça avançado- agora meus guerreiros podem manipulara a opinião e vontade de quem estiver próximo expondo sua opinião.

Nível 9- Medo da vingança- Todos sabem que ter a justiça como inimiga é ruim e Nêmesis é dada como uma inimiga impecável. Uma aura salta do corpo dos seus justiceiros causando medo em seus inimigos.

Nível 11- Vingança repentina- Um golpe pode ser repelido como dano ao inimigo por uma aruá vingativa, mas com metade do dano( Uma vez por batalha)
avatar
Dominic Allen Máximos
Mortos
Mortos

Mensagens : 99
Data de inscrição : 07/07/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Melinoe em Qui Ago 29, 2013 8:46 pm


Observava de longe Dominic tentando capturar o fantasma e me aproximei dele assim que o semideus conseguiu. Ele veio em minha direção e me entregou as correntes e o cubo.
- Parabéns, você conseguiu capturar o fantasma e recuperar minhas correntes. Agradeço sua ajuda, filho.
---
Em geral, foi uma missão boa, porém cometeu muitos erros ortográficos, faltou coerência e lógica. Esqueceu de colocar as armas que levou na missão e poderia ser mais criativo em certos aspectos, além de prestar mais atenção nas instruções dadas.
* 350 XP
* 350 dracmas
* Menos 30 de HP.
* 5 pontos de inteligência.

Esperando atualização

Atualizado
avatar
Melinoe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 120
Data de inscrição : 27/08/2013
Localização : Submundo.

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As correntes de Melinoe - Missão Narrada para Dominic.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum