Mount Olympian

Ficha de Reclamação de Renato Zampieri

Ir em baixo

Ficha de Reclamação de Renato Zampieri

Mensagem por Renato Zampieri em Qui Ago 22, 2013 7:00 pm

Progenitor(a) Divino: Domenick
Progenitor(a) Mortal: Helena P. Phoenix
Local de nascimento:Brasil
Cor dos Olhos: PretoIntenso
Cor dos Cabelos: PretoEscuro
Estatura: Mediana
Prefere ficar no(a): Defesa
É uma pessoa tímida? Um pouco
Faz o que os outros dizem? Não
É uma pessoa forte ou insegura? Nenhum dos dois.
Sempre segue o plano? Sim
Por que escolheu a divindade como progenitor: porque eu gosto de musica e de poesia, e também gosto bastante do sol já que sem ele eu não existiria, sempre achei Apolo um deus interessante.
História: eu Nasci numa cidadezinha Chamada Resende, a mesma tinha um passado bastante glorioso, sendo chamada de Princesa do vale. lá podia fazer tanto um calor enorme quanto um frio desgraçado, mas em algumas raras ocasiões fazia o clima perfeito, o sol brilhava mas não cozinhava, o vento batia e não gelava. Foi num dia desses que descobri quem eu era. A propósito meu nome é Renato, e eu tenho 14 anos de idade e eu morava numa pequena casa com dois quartos um banheiro e uma cozinha, para mim era bastante confortável é claro antes de eu ferrar com quase tudo.  Foi um dia de aula normal, As meninas fofocavam e os meninos eram burros como sempre e eu passava todos os meus recreios quase sozinho, e digo quase porque eu tenho um amigo  chamado Robert, era quase Roberto só faltava o O, mas eu nunca me importava com isso, ele usava muletas e um boné. pensávamos que o recreio ia ser normal e parecia, eu estava terminando o meu lanche, que sempre tinha que dividir com ele pois ele adorava comer. Finalmente eu vi um cara grande com uns dois metros andar na minha direção, tremi p0r instinto e o meu amigo fez um barulho parecido com uma cabra: Béééé, e ele só fazia isso quando estava nervoso. o homem andou até nós, eu ouvi Robert implorando para sairmos dali, pra correr. mas meu instinto cabeça dura me impedia, eu queria ver oque aquele brutamontes faria. ele  se aproximou e me encarou. Um silencio mortal por minutos enquanto ele me cheirava e me analisava, ele então disse com uma voz aguda e oca:

- Renato Marinho Zampieri! - eu arregalei os olhos, não que Marinho fosse um segredo, mas muitos poucos sabiam, ele então sorriu e vi seus dentes, eram todos tortos e cheios de Tártaro, por um segundo lembrei da mitologia grega e pensei que eu iria parar lá se não corresse, ele então falou  - tomara que seu gosto seja bom...

então eu saí correndo com um cara de 2,50 mais ou menos atrás de mim, não preciso dizer que qualquer coisa que houvesse na minha bexiga já tinha vazado fazia tempos, então tive a brilhante ideia de entrar na sala, um canto sem saída e sem modos de fugir. o Monstro entrou na sala e me olhou sorrindo denovo, então tirou algo das costas, era um porrete gigantesco.

-"ótimo" - pensei - "vou virar purê" mas ai Robert apareceu com uma espada, ele jogou no ar mas ela caiu na outra extremidade da sala, justo quando o monstrengo levantava o porrete pra me matar, eu pulei pro lado mas levei um chute dele e rolei até uns 2 metros mais perto da espada, mas minhas costelas doíam, eu não tinha tempo pra reclamar então me levantei e corri até a espada. Eu agora segurava a espada sem ter ideia do que fazer, olhei para Robert que me olhou de olhos arregalados, eu respirei fundo e corri até ele pensando no quão lerdo ele poderia ser, eu era menor e por isso mais ágil, e por isso passei por entre as pernas dele fazendo um corte profundo, ele olhou para mim e diferente de antes olhei nos seus olhos, mas só havia um olho grande no lugar do que deveriam ser dois olhos, eu fiquei com os olhos arregalados e tive uma súbita compreensão da verdade, ou Epifania. ele era um ciclope. eu fiquei em estado de choque por alguns minutos e ele se aproveitou disso para me jogar em direção a Robert, nós dois agora estavamos caidos fora da sala, eu levantei e manquei o mais rapido que podia para fora do corredor, Robert me imitou mas diferente de correr ele parecia trotar, mal tive tempo de pensar nisso. eu tinha finalmente saído de um espaço confinado e poderia usar o ambiente ao meu favor, Corri até uma arvore e me escondi ali vendo Robert ficar atrás de uma parede, eu olhei pra ele sério e ele assentiu com a cabeça. Então ele pulou e começou a gritar

- ei cabeçudo! - ele gritou fazendo o ciclope ficar perigosamente atento aos movimentos dele - gosta de sátiros?

por um segundo o ciclope nada fez, apenas deu uma olhada no Robert tentando pensar, quase pude ver seus minúsculos neurônios tentarem raciocinar sobre oque fazer. eu não pensei muito  e enquanto ele estava distraido saí da rocha e acertei a espada nas costas dele, onde deveria ser a coluna vertebral, ele caiu e começou a virar poeira eu arregalei os olhos assustado mas Robert sorriu tentando me tranquilizar, andou até mim e falou

- ele era muito fraco pros padrões de ciclopes... - ele falou olhando pro monte de poeira - deveriamos ir embora! - eu assenti com a cabeça vagarosamente, entramos na sala pegamos nossas mochilas e fugimos pelo portão, no caminho eu tentei puxar conversa

- então... sobre o cara de um olho... - eu perguntei temendo a resposta, ele então suspirou e disse

- sabe os deuses gregos? - ele me falou - Zeus Hera Atena... todos são reais

-hum... - eu falei tentando digerir isso - mas isso não explica nada.

- bem, eles costumavam ter uma grande quantidade de filhos, e enfim... eles ainda custumam

- quer dizer que sou filho de um deus? - eu quase gritei fazendo todos na rua olharem para nós, fiquei corado mas ele assentiu

- sim, isso significa que você é um semideus, e todos os monstros tentarão em algum momento te matar... isso se um deus não o fizer

-quem é meu pai? - eu perguntei com receio mas ele respondeu serenamente

- pois é... ele pode ser Hermes possivelmente, provavelmente tambem Apolo... mas é pouco provavel que seja filho de um dos três grandes...

- ... Apolo? - falei gostando da ideia, olhei pro sol e diferente das outras pessoas que queimavam os olhos eu fiquei sem sentir nada, apenas vendo a "carruagem" de apolo, quando chegamos em casa Robert

-senhorita? -ela olhou para ele preocupada. parecia saber de algo - hoje um ciclope tentou atacar Renato, espero que entenda que não é seguro viver aqui mais, ele precisa voltar para o acampamento

- oque? não, não pode ser! - ela falou com um ar de tristeza, eu encarei o chão sem saber oque dizer, ela começou a chorar - porque agora? DROGA, eu não vou deixa-lo ir

-entenda Senhora, é para o bem dele, lá ele pode conhecer sua mãe e seu pai - eu olhei para ele curioso, eu conheceria quem? andei até ele e perguntei

-conhecer meu pai e minha mãe? - eu perguntei confuso e vi minha mãe me olhar triste - como assim?

-olha, quando você nasceu Quirion contou para seus pais o quanto era perigoso para você, afinal você é Neto de dois deuses, oque lhe dá habilidades poderosas, decidimos que no seu 14 aniversario o levariamos de volta, claro que eu iria te apresentar o mundo grego antes disso, mas agora você já sabe de tudo... então não tenho oque contar

-entendi... mãe, eu tenho que ir você sabe! - ela me olhou com raiva e gritou - QUER IR? ENTÃO VÁ EMBORA PEGUE SUAS ROUPAS E VÁ AGORA! - ela falou chorando, eu tambem chorava, então fui ao meu quarto e pegamos as malas Robert bateu os punhos e uma leve fumaça revoou o local e então soube que podiamos partir. foram 2 horas até chegarmos no aeroporto, Robert tinha dinehiro para pagar o avião, ele pagou e nós dois ficamos sentados e  voamos para New York, depois pegamos um carro emprestado e dirigimos a longa estrada até  o Acampamento meio sangue, Robert me explicou que lá eu estaria protegido lá e logo conheceria meus pais eu fiquei ansioso para conhece-los, e logo os conheci, e então pude começar minhas aventuras no acampamento finalmente
Batalha: minha primeira batalha oficial foi enquanto eu montava vigia no acampamento. vigiava a arvore de Thalia procurando quaisquer tipo de monstros, não demorou até eu avistar um, era um tipo de chachorro bem grande, ele me olhou e rosnou pra mim, eu andei até o fim da marcação e saquei meu arco, peguei uma das flechas e mirei na cabeça do animal ,que rosnou assim que me viu então eu larguei a flecha e ela deslizou suavemente pelo arco. uma das coisas que mais gosto de ver é como a flecha antes de ficar reta balança. Quando você a solta ela dobra um pouco e depois fica bem rigida. enfim ela passou zunindo pelo pescoço do bicho, ele era do tamanho de um urso, parecia ser só um bebê um bebê perigoso mas ainda sim um bebê. ele começou a correr até mim e eu mirei mais uma flecha agora na cabeça dele. esperei ele se aproximar e soltei a flecha. ela fez sua tragetoria até a pata dianteira esquerda do animal, que tropeçou e caiu a 50 metros de distancia de onde eu estava. Decidi me aproveitar disso e corri pra cima dele com uma espada em mãos mas quando ia fincar a espada ele me jogou contra uma arvore me fazendo ficar caído e atordoado. quando tentei me levantar ele saiu das sombras e mordeu meu braço, eu comecei a dar socos na cara dele com a mão livre porque minha espada tinha caido, eu só fiz ele ficar mais nervoso quando segurei a úvula, ele se afastou tentando vomitar enquanto eu pegava minha espada e corria até a arvore de Thalia, ele se recuperou e correu até mim. quando me virei pude sentir meu coração bater e ouvir até mesmo os passos de um coelho a uns 20 metros, tudo pareceu devagar e eu passei a prestar mais atenção no meu oponente. apertei o cabo da espada, o medo sendo aparente nos meus olhos enquanto ele corria até mim, então ele pulou. duas coisas aconteceram nesse meio tempo

1) eu desviei e fiz um corte na barriga dele provocando um uivo de dor

2) ele arranhou o braço com o qual eu usava a espada me impossibilitando de lutar com a espada de uma forma eficiente.

suspirei fundo vendo o sangue sair do meu braço e decidi pegar a espada com a mão direita, eu sabia que mal iria danificar ele daquela forma, então comecei a procurar um ponto fraco, algo que me ajudaria contra o cão infernal gigante, olhei sua pata machucada e o corte em sua barriga, eu tinha alguns micro-segundos de vantagem se corresse até ele e o acertasse na cabeça. foi isso que fiz correndo até ele quando cheguei perto peguei a espada e bati nele pelo cabo, o fazendo ficar tonto, mesmo assim ele conseguiu arranhar minha barriga me jogando pra trás, eu corri e então finquei a espada em seu dorso novamente e com dificuldade a arrastei até ele virar literalmente pó, eu enfim pude respirar aliviado e então andei até a arvore e me sentei olhando para os galhos verdes, eu sorri. eu estava exausto e com o braço doendo, com toda a certeza teria cicatrizes, mas estava vivo. queria ir a enfermagem mas teria que esperar meu turno acabar para me recuperar e então sentei ali e nada mais me incomodou e eu pude esperar tranquilo sem ser perturbado por cães assustadores e irritantes


Última edição por Renato Zampieri em Sex Ago 23, 2013 3:42 pm, editado 2 vez(es)

Renato Zampieri
Mortos
Mortos

Mensagens : 60
Data de inscrição : 22/08/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação de Renato Zampieri

Mensagem por Tânatos em Qui Ago 22, 2013 7:08 pm

Muito erros. Troca de letras maiúscula e minúsculas.
A historia é um pouco incoerente.
As duas batalhas são ruins, em especial a segunda.

Reprovado
avatar
Tânatos
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 722
Data de inscrição : 13/06/2013
Localização : Mundo Inferior

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação de Renato Zampieri

Mensagem por Héstia em Sex Ago 23, 2013 6:44 pm

Muitos erros ortograficos e trocas de letras maiúscula e minúsculas.
Sua coerência se perde muitas vezes, deixando o texto sem sentido algum.
As batalhas estão confusas e em partes, sem sentido, assim como os acontecimento que se seguem em ambas. A segunda, em especial, não achei quase nenhuma lógica.

Reprovado
avatar
Héstia
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 86
Data de inscrição : 01/08/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação de Renato Zampieri

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum