Mount Olympian

ARENA DO ACAMPAMENTO

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir em baixo

ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Quíron em Seg Jun 03, 2013 2:20 pm


A Arena


A arena é um lugar grande, aonde possui vários bonecos e jaulas com monstros para treinamento.O local e encantado para se transformar no ambiente em que o campista desejar, mas cuidado, os monstros também podem manipulá-lo!

O minimo de linhas por treino é 7 e devem ser listados, em spoiler ou code, no fim do treino, os itens levados e caso o campista use, os poderes usados.

*Você, deus, que for atualizar não atualize apenas de um usuário. Atualize TODOS os treinos que não foram atualizados.
*Apenas UM treino pode ser feito por dia
*O deus deve postar, embaixo dos treinos não atualizados as seguintes recompensas:

Treinos Possiveis:
-Esgrima
-Combate-a-Monstros
-Treino com bonecos(sem arma ou com qualquer arma que escolher)
-Treino Noturno(inclui fugir das Harpias e treinar na Arena/Floresta, vale mais exp)

Experiencia (minimo 10/max 100):
Dracmas (minimo 10/max 100):
Perícia em Velocidade: (1 ponto por treino)
avatar
Quíron
Funcionários do Acampamento
Funcionários do Acampamento

Mensagens : 103
Data de inscrição : 01/06/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um garoto, uma espada, um boneco

Mensagem por John Flett em Dom Jun 09, 2013 10:13 am

Seus primeiros passos no acampamento, após aceitar toda história que lhe foi contada, sua mente trabalhava como uma máquina. Seu pensamento era rápido, porém claro, e esse pensamento tão veloz fazia com que a sua nova vida começasse a fazer algum sentido, e isso o satisfez. Seus lentos passos direcionavam-o para onde iria treinar pela primeira vez. Parou de frente a estante de esgrima e procurou uma espada. Cada espada que pegava, pesava em sua própria mão, procurando o balanceamento perfeito. Uma das espadas chamou-lhe a atenção, sendo uma espada relativamente longa e com o peso ajustando ao seu braço, como se a espada fosse uma extensão de seu braço. Chegou perto de um dos bonecos e o olhou por algum momento, e, como filho de Atenas, sentia como se fosse já um aprendiz na espada há muito. Ele começou então a desferir golpes, rachando o boneco em seu peito, um corte diagonal e depois desferiu uma estocada, e então a espada parou, furando o peito, um pouco a cima do que seria o coração. Rodou a espada no punho e deu outro corte vertical, batendo com ferocidade no tendão que ligava o ombro ao pescoço. Cada vez mais, o seus golpes começavam a ficar mais velozes e precisos, com corte nas barrigas e furos. Depois de algum tempo, seu braço começou a ficar pesado, devido ao treino, e seus ataques mais lentos. A espada parecia, pelo menos, dez quilos mais pesada. Seus músculos de todo o braço estava começando a doer e latejar. Por fim, sabia que não duraria ali por muito tempo, então começou a dar golpes mais letais, como se estivesse dando fim a batalha. Procurava acertar o rosto, coração e pescoço, mas devido ao cansaço, não estava mais tão preciso. Aproveitou tal situação para treinar a resistência para hora da batalha conseguir se manter em pé. O último golpe do treino foi desferido quando o mesmo desferiu um golpe contra o pescoço do boneco, acertando em cheio, deixando a espada presa ali. Sua respiração estava ofegante e o suor descia de sua testa ao queixo, pingando no chão. Sentou-se em frente ao boneco e ficou ali, por um tempo, até sua respiração suavizar e a dor em seu braço diminuir. Deitou-se na grama, de braços e pernas abertas, descansando. Depois de quinze minutos, ele se levantava devagar, ainda cansado, mas a respiração já tinha voltado ao normal, e o suor já tinha parado de escorrer com tanto excesso. Saiu dali para explorar o acampamento.
avatar
John Flett
Filhos de Atena
Filhos de Atena

Mensagens : 6
Data de inscrição : 08/06/2013
Idade : 19
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Hades em Dom Jun 09, 2013 10:22 am

Bom, porém cuidado com a repetição de palavras, isso deixa o texto cansativo de se ler as vezes, além disso não percebi nenhum outro erro ou problema.
60 xp
50 dracmas
1 ponto de perícia em velocidade.
avatar
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 347
Data de inscrição : 03/06/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Louis Clement em Qua Jun 12, 2013 8:20 am

O Lestrigão


Era manhã no acampamento meio-sangue. Eu não sabia há quanto tempo eu não treinava, passei muitos dias e semanas só me divertindo, sem treinar... como se toda a obsessão que eu tinha pela arena tivesse simplesmente ido embora e aquele lugar passasse a me dar nojo. Mas depois de tudo isso, eu finalmente acordei com vontade de treinar.


Eu me levantei rapidamente de meu beliche, fui até o banheiro e percebi que precisava fazer a barba, mas aquela seria uma tarefa que eu faria depois. Olhei embaixo da minha cama e puxei minhas armas, eram tantas... eu não sabia o que escolher para esta ocasião. Por fim, decidi que vestiria minha armadura do espaço-tempo e logo após eu embainhei a minha espada "Luz" e peguei meu escudo dourado, colocando-o em meu pulso na forma de relógio, aquela foi uma modificação que valeu os 200 dracmas que paguei.


Saí do chalé de Apolo e corri para a arena, era hora do treino com monstros. Fiquei pasmo em vê-los novamente, nem sabia o que escolher. Acabei indo até a primeira jaula e escolhendo um lestrigão como inimigo, eu mal lembrava de meus poderes e eu tinha tantas opções... aquilo era maravilhoso.


-Venha, terá a honra de ser morto por Louis, o filho de Apolo! - Gritei, desembainhando minha espada.


O gigante correu em minha direção, coloquei a espada a frente do meu corpo e ele acabou se chocando contra ela. Uma descarga paralisante tomou conta do corpo dele, fazendo-o cair no chão, estremecendo algumas vezes. Agora era hora de atacá-lo mesmo, pensei em qual poder eu usaria, mas gastei tempo demais nessa tarefa. O lestrigão conseguiu se levantar com um corte na barriga e tentou me acertar um soco, graças a agilidade da minha armadura, eu consegui desviar. Ele atacou de novo, só que desta vez ele acabou conseguindo me desarmar de minha espada.


Foi aí que eu decidi que usaria meus poderes, como ainda não tinha ativado o escudo, uni minhas mãos e concentrei a maior quantidade de energia possível entre elas, sentindo uma esfera se formar e depois se dividir. O monstro me olhou assustado e eu lancei a esfera que foi formada, cinco bolas de energia residual foram lançadas contra o lestrigão e ele rolou violentamente para trás, se chocando contra a parede da arena.


Conjurei algo em grego antigo e do chão, eu vi algo brotar, era uma serpente venenosa. Ordenei que ela mordesse o lestrigão, o monstro rugiu de dor e assim acabou desmaiando. Corri até minha espada e depois em direção ao gigante, cravei a arma no peito dele o mais profundamente possível e assim eu o vi se transformar lentamente em uma nuvem de pó dourado. 


Quando o treino finalizou, voltei para meu chalé para poder descansar.


Armas:
Armadura do Espaço-Tempo: Uma armadura completa feita de Oricalco com detalhes em Bronze, amplia a velocidade do usuário graças ao controle temporal gerado por ela. Leve, não atrapalha nos movimentos.[INDESTRUTÍVEL](by:Chronos) [item obrigatorio]


Luz - Uma espada de bronze celestial, que libera uma descarga elétrica paralisante no inimigo que dura dois turnos. [By: Éter]



☼ Escudo de ouro celestial - Um escudo muito lindo, que tem meio que um formato de um sol, e umas laminas a margem, este escudo fica mais forte na luz do sol, assim podendo defender, com mais precisão. Se transforma em um relógio de pulso [Modificado por Robin Hucker] [By: Apolo] (Item Obrigatório)



Poderes:
 • Esfera Temporal médio – agora você pode criar cinco esferas de energia residual e arremessá-las.

• Habilidades com Espadas II – seus movimentos com espadas são melhores, podendo fazer golpes mais complicados.

[level: 5]Invocação: Você pode invocar uma serpente. 

Louis Clement
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 23
Localização : Na frente do PC

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Convidad em Qua Jun 12, 2013 10:26 am

Algumas coisas nao faziam muito sentido em seu treino, Louis, mas isso nao atrapalhou muito, e voce fez um bom treino, claro que da pra melhorar muito, mas ainda assim bom.

70 exp
60 dracmas
1 ponto em Velocidade

-15 pontos em energia

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Lucas S. Ferrucci em Qua Jun 12, 2013 10:02 pm



What?

Logo o sol entrava pelo chalé de Ares iluminando o local, uma forte luz entrou no chalé revigorando-me e acordando-me, me espreguicei bocejando com os olhos semi fechados. Olhei para os lados e meus irmãos e irmãs também acordavam, devagar, mas acordavam.
Levei minha mão até a boca e soltei uma bufarada sentindo o cheiro de meu bafo e após pensei comigo mesmo -Escovar os dentes... Ótimo... - Levantei-me preguiçoso e me dirigi ao banheiro sonolento, olhei meu reflexo no espelho e decidi que era hora de acordar, tomei uma ducha de água quente e em seguida fui para pia escovar os dentes, enxaguei a boca, coloquei o respectivo uniforme e segui com meus irmãos para o refeitorio apenas levando minha pequena pulseira com um pingente de fênix.

Saboreei o café da manhã e olhei as mesas ao redor, chalé de Hefestos, Afrodite e... Eros. Eu a olhei adimirado, ela conversava com seus irmãos entusiasmada. Logo alguém me chamou -Vamos, Lucas!- sai de minha ilusão e segui o garoto que me chamou. Todos nós seguimos para a arena e eu só pensava nela. Ok!, disse para mim mesmo, ela nunca iria dar bola para mim e como um bom campista eu devia me esforçar em minhas obrigações, mas essa era a vida que eu queria?

Chegamos na Arena e nos sentamos na arquibancada, todos os chalés estavam lá, especialmente o chalé "dela". Estavamos todos conversando e via-se apenas um enorme caixote no centro da arena, o caixote mexia-se de um lado para outro, sendo que a criatura que estava lá dentro devia estar louca para sair. Essa era a minha chance, pensei. Sim, eu queria impressionar a garota, desci os degraus da arquibancada devagar para não tropeçar nos campistas do meu lado -Ei! O que vai fazer Lucas?- Perguntou a mesma voz que me chamara daquela vez, respondi: -Vou dar um show.- Sorri confiante e continuei a descer os degraus.

Ao me aproximar do caixote ele balançou e eu perdi toda minha confiança e a troquei por medo, mas todos estavam olhando e eu não tinha escolha a não ser continuar, meus pés ficaram pesados a cada passo que eu dava, meu corpo estava trémulo, levei minha mão para o caixote e puxei a tábua... Plaft! A tábua caiu no chão e eu afastei me preparando, peguei o pingente de fênix e o transformei no "Phoenix(Meu Arco)" apontado para o caixote, um vulto preto saiu do caixote voando sobre a arena, pensei que fosse algum tipo de espectro, mas então vi um bico, e belas penas cinzas.Sim, era um Grifo.

Tenho que ter uma estratégia, pensei. Levantei o arco para o céu e disparei uma flecha de fogo sem a itenção de acertar a criatura alada, fechei os olhos e... Bum! Um tipo de tocha ia cortando os céus,todos estavam impressionados com aquela flecha, até o Grifo estava distraido. Era minha chance, disparei a flecha sobre a asa esquerda do Grifo e errei, mas acertar um alvo em movimento de primeira não é possivel ou é?
Então dei um grito e disse: -Fênix!!!- Então duas asas do tamanho de meu corpo se criaram a partir das "tatuagens" que eu tenho em minhas costas, e agora começa uma guerra áeria.

O Grifo era mais rápio do que eu, mas eu não perdia as esperanças, peguei meu "Phoenix" e pensei uma flecha de fogo e a mesma se materializou em meu arco e disparei contra o grifo, ele deu um tipo de grito de dor, eu tinha acertado a asa dele,mas ele se virou contra mim e dez um corte em mim com suas unhas,e ele caiu sem hesitar no chão,fui para o chão também e minhas asas sumiram, me aproximei correndo, mas era tarde demais e ele arranhou meu peitoral me jogando contra o chão. Ele pulou sobre mim e ficou com as garras levantadas indo descendo devagar para acertar-me. Eu fui mais rápido, com o arco, acertei sua cabeça libertando-me de suas garras, rapidamente preparei uma flecha e o Grifoavançou, mas parou quando viu a seta apontada para ele, o monstro me acertou com suas asas e voou, uma flecha de fogo se materializou em meu arco e a benção de Eros se ativou e lançei a flecha contra o mesmo,sorri e disse - [color-cyan]Bye-bye[/color- ]Disse com um sorriso estampado no rosto, a flecha perfurou o ponto entre as costelas dele, uma poeira dourada cobriu toda a arena. Ajoelhei-me cançado com o sangue pingando de meu ferimento.

Armas:
Ω Arco do Elemento Fogo - É um arco especial que cria suas flechas a partir do desejo do arqueiro. É encantado, sempre volta ao dono e pode ser transformada em uma pulseira com uma Fênix como pingente.

Habilidades e Bençãos:
Nível 1 :
A Marca de Eros - Nas costas de todo arqueiro, há uma tatuagem de duas asas encolhidas. Não são tatuagens pintadas, apenas contornos pretos formando o desenho da mesma. Essas asas podem tornar-se reais. Cada uma possui o tamanho do seu corpo, e lhe dão total liberdade de um combate aéreo. Para transformar as tatuagens em asas, basta dizer alto e o nome do seu animal. [Novo]

Benção de Eros: Duas vezes por treino ou uma por missão, esta benção pode ser ativada. Ela lhe permite acertar o alvo aonde ele estiver com total precisão. Nem por meios mágicos conseguirá se esconder ou defender das flechas lançadas.



notes: i'm radioactive tags: - vestindo: isso


© CG

avatar
Lucas S. Ferrucci
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 38
Data de inscrição : 10/06/2013
Idade : 22
Localização : Atrás de você

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
99/100  (99/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Convidad em Qui Jun 13, 2013 10:13 am

Seu treino ficou muito bom, criativo e coerente. Porém, você colocou vírgulas onde não precisava e faltaram vírgulas em lugares necessários, além de outros errinhos não muito gritantes na ortografia. Fora isso, parabéns!

85XP e 80 dracmas + 1 pt. em Velocidade

Atualizado pro Atena.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Syd Barrett em Qui Jun 13, 2013 1:38 pm

Naquele dia acordei mais cedo que todos os meus meio irmãos, quando o céu ainda estava escuro e o frio do sereno aí te fazia querer ficar debaixo das cobertas. Estendi o braço para a cabeceira e peguei a minha cartola, para tirar uma garrafa de vinho de dentro dela. Bebi até a metade da garrafa, pois aí já me sentia com forças suficientes para levantar e correr para o banheiro. Tomo um banho e me arrumo, para depois escolher meus itens de treinamento. Havia muitas armas que eu não tinha testado ainda, então decido que lutaria com minhas espadas, pois estava afim de melhorar a minha esgrima. A embainho na cintura e coloco todos os meus anéis, uma a um, nos meus dedos. Depois visto minha blusa do acampamento. Por ultimo eu coloco minha cartola mágica, pois ela poderia ter 1001 utilidades, até mesmo durante treinos.

Ando em direção a arena com passos largos, pois estava afim de chegar primeiro que a massa de meio sangues. Ao chegar vejo que meu esforço valera a pena, nenhum campista tinha entrado na arena ainda. Pego um escudo de madeira polido, usado para treinos e vou até um boneco de palha e primeiro desembainho a Espada de vinho, um presente de meu pai. Todos os meus irmão tinham, então imaginei que seria mais fácil manuseá-la. Golpeio o braço do boneco, ele gira e a estaca de ferro do outro braço vem em minha direção, levanto o escudo e chingo quando sinto uma dor no tornozelo, tinha esquecido das outras estacas de ferro. Golpeio novamente, dessa vez recuo e bato com o escudo na outra estaca de ferro, depois perfuro a barriga do boneco com a ponta da espada. Alguns fiapos de palha saem voando. Ouço uma voz atrás de mim, masculina e grossa:

- Um novato? Quer ajuda, garoto? Esses bonecos não são de nada!

Olho para o dono da voz. Era um homem um pouco barrigudo, com barba mal feita e cicatrizes feias no rosto. Usava um tapa-olho. Estava armado com uma espada tão grande e larga que a usava como apoio. Sorrio e digo:

- Claro. Não gosto desses bonecos. Você, quem é?
- Guariel, filho de Ares. E você?
- Syd Barrett, filho de Dionísio,
- Filho do Sr.D? - e cai na gargalhada.

Fico incomodado com o escárnio dele, mas espero em silêncio até ele perceber que eu o encarava e parar, pedindo desculpas insinceras. Nos encaramos por um tempo até ele dizer - Vamos, comece atacando. - Me aproximo rápido, colocando o escudo na frente e golpeando-o de cima para baixo com a espada. Ele defende o golpe e gira com uma velocidade surpreendente. A espada atinge meu escudo e não consegue causar nenhum arranhão, mas caio para trás por causa da força do golpe. Guariel ri e espera eu levantar, explicando que era melhor tentar desviar da clava e usar o escudo só por segurança - Ótimo escudo, aliás - comenta, com um tom irônico.

Voltamos a posição de combate - Minha vez! - Ele berra, e corre para me atacar, levantando a espada. Desvio para o lado, evitando o golpe de cima para baixo, e faço um corte na perna do homem. Ele senti e me chuta no rosto. Caio novamente, por causa da força do chute. "Ele é realmente forte, mas acho que consegui dar um jeito nele." E realmente tinha conseguido. O homem não conseguiria mais lutar com a espada, pois estava tonto, bêbado. Ele fala, já enrolando a língua:

- O que foi isso? Você se múltiplo, multiplico? Javalis... rosas. - Ele balança e cabeça e responde - Garoto, o que você fez?
- Minha espada deixa bêbado quem corta
- Que diabos! Tinha que ser coisa daquele bêbado! Eu deixo você treinar com os... mu-monstros - Arrota - Vai lá, qualquer coisa eu te salvo.

Não era a minha intenção treinar com monstros, na verdade eu nem sabia que tinham capturado algum. Mas ainda assim não iria parecer um covarde, até porque meu treino tinha sido muito breve. Treinar minha esgrima contra monstros era bem mais real, pois era contra eles que eu iria usa-la. Desço até a arena, esperando pelo monstro que respirava pesadamente por trás da gaiola. Aperto o cabo da minha espada com força e me coloco em guarda, ansioso, encarando a jaula. Toda vez que ia lutar contra monstros ficava tenso, por um misto de raiva e medo, não que eu fosse medroso, mas o medo já tinha conseguido me salvar inúmeras vezes.

Um monstro gigante começa a correr em minha direção. "Não vou usar meus poderes, será que consigo pelo menos sobreviver?". Tentaria lutar o mais "mano-a-mano" possível, para treinar, já que essa era a intenção. O ciclope era esperto, assim que saiu da jaula puxou duas grandes e conseguiu arranca-las. Algo enfeitiçava as jaulas por dentro, mas por fora era diferente.
O ciclope avança contra mim e lança uma das barras de ferro, desvio para o lado, protegendo meu corpo com o escudo.
Controlo o ar e me sinto meu corpo deixar o chão. Poderia voar livremente, mas o ciclope fora rápido e já me atingia com a outra barra de ferro. Faço um movimento esquivo, mas não rápido o suficiente e caio batendo com a coluna no chão, com tanta força que solto um pequeno gemido de dor. O monstro salta sobre mim, e atravessa meu corpo com a barra de ferro, pois tinha ficado intangível. Voo novamente, usando meu anel, e não sou muito mais que uma brisa. Ele tenta me atingir, mas a barra passa por mim direto. Salto sobre ele a minha forma se solidifica quando atinjo o seu corpo.

Com um golpe de cima para baixo eu consigo provocar uma bela ferida, ouço o estalo da clavícula do monstro se quebrar, mas ele se debate por causa da dor e inconscientemente seus movimentos me arremessam longe. Uso meu anel para diminuir a velocidade do impacto e não sofro danos muito graves, apenas a dor do baque. Levanto-me e me apoio numa parede próxima. O ciclope sabia que estava quase morto, e depois de se virar encontra o meu olhar. Num último movimento ele se joga contra mim e eu corro para o lado, acompanhando a parede. Agora ele não tinha muita agilidade, pois a maioria dos movimentos com o braço provocaria uma dor imensa em sua clavícula. Aproveito esse fato e me aproximo pela direito da monstro, o lado que ele dificilmente conseguiria defender. Como o ciclope ainda estava levantando do soco raivoso que ele havia desferido na parede, salto usando o anel para me impulsionar e cortar mais uma vez seu ombro. O monstro grita de dor novamente e some em poeira dourada.



Armas:
Anel Fantasma - Deixa o usuário Intangível quando ativado. Funciona contra ataques físicos e mágicos. [By Melinoe]
Anel do ar -> Este anel permite que você controle o ar para fazer voar você e seus aliados, porém apenas para voar [By Éter]
Cartola Mágica - Acumulado dentro esta a magia de Hécate; o que desejar o semiDeus pode tirar da cartola. {Hécate}
Espada de vinho - Uma espada roxa, feita de bronze celestial, é adaptada para os filhos de Dionísio em especial, quando se acerta um golpe no corpo do adversário, produz uma sensação de embriaguez no corpo do oponente, fazendo com que ele fique tonto por 2 turnos.
+Escudo da Arena.
avatar
Syd Barrett
Filhos de Dionísio
Filhos de Dionísio

Mensagens : 392
Data de inscrição : 11/06/2013
Localização : Acampamento Meio Sangue

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
99/100  (99/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Convidad em Qui Jun 13, 2013 3:52 pm

Bem, uma falha comum, mas grave: Você muda muito o tempo que está narrando, o que dificulta a leitura e deixa o texto confuso. Também houve alguns erros de ortografia no treino e eu acho que monstros não tem ossos (Não tenho certeza, então não vou tirar XP, fica como um alerta).

Fora isso, bom treino!

70XP e 55 dracmas. + 1 pt. em Velocidade

Atualizado por Atena.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Syd Barrett em Sex Jun 14, 2013 3:01 pm

Após treinar suas aptidões físicas na academia do acampamento, Syd caminhou sem pressa em direção a arena. Devido ao horário, estava um pouco cheia, por isso ele sentou e pôs-se a polir a lâmina da espada, esperando que a arena esvaziasse rápido. Passados alguns minutos, o campista terminou de polir a sua arma e levantou-se. A arena continuava cheia de campistas, mas boa parte deles já havia treinado e ido embora. O filho de Dionísio se aproximou de uma área cheia de bonecos de palha e desembainhou sua espada, segurando-a em guarda. Apontou para o boneco e sussurrou sorrindo:

- Hora de retalhar, baby!

O garoto levantou a espada para golpear o boneco, e surpreendeu-se quando o boneco girou e tentou acertar-lhe com um pedaço de ferro, que ficavam no lugar dos braços. Mas Syd abortou o ataque e recuou para uma distância segura. Vez ou outra os campistas esqueciam que alguns bonecos de palha haviam sido enfeitiçados por alguns sátiros. Ninguém havia notado a relação de espíritos da natureza com a palha por muito tempo.

Para evitar machucados, Syd colocou seu escudo de bronze no braço e só então voltou a se aproximar do boneco. Com um movimento rápido, tentou estocar o monstro, furando-lhe com a ponta da espada e recuando rapidamente, conseguiu, mas teve que pular pois outra barra de ferro colado aos pés do boneco tentou passar-lhe a rasteira. O filho de Dionísio mal teve tempo voltar a tocar o chão e outra barra de ferro o atingiu, produzindo  um barulho metálico proveniente do choque com seu escudo. Syd começa a entrar no tempo de luta, e aproveita para dar um golpe lateral no boneco, rompendo um pouco de palha. O boneco girou com mais força e velocidade, atingindo o calcanhar de Syd, que não conseguiu saltar alto o suficiente. O garoto perdeu o equilíbrio e caiu. O local que sofrera o golpe latejava de dor. Definitivamente, esses bonecos não sabiam brincar.

Depois de se recompor do tombo e da dor, o garoto voltou a se aproximar do boneco, com mais cautela dessa vez. Ele atacou com um golpe rápido de cima para baixo e recuou a tempo de levantar o escudo para defender-se do contra golpe do boneco. Uma barra de ferro passou por baixo dos seus pés, pois dessa vez ele havia conseguido pular a tempo, e mais, aproveitou o salto para golpear o boneco com um movimento de cima para baixo. Assim que encostou no chão, Syd protegeu seu peito da terceira estaca de metal, produzindo outro barulho metálico, depois tentou aparar o golpe do boneco usando a lateral da espada, mas sua mão não teve forças para segurar o impacto e a espada voou para longe. Syd então recuou para uma distância segura e foi atrás de sua espada, não poderia treinar sua defesa usando aquele boneco, portando, dirigiu-se até a área de combate, onde os semideuses treinavam com outros semideuses.

Um garoto que usava um elmo e peitoral estava a margem a arena, provavelmente esperando que alguém o desafiasse ou terminasse de duelar. Me aproximo e pergunto:

- Gostaria de um duelo? Tenho que treinar minhas defesas...
- Sim, você está morto... hã..quem é você?
- Syd, filho de Dionísio.
- Morto, Syd! Andreas, filho de Ares.

Ao fim das apresentações o duelo sessou, exceto por algumas pragas e xingamentos ocasionais. O duelo já começou bem intenso, o filho de Ares tentou golpear Syd com bastante força, tanta que ele teve que aparar o golpe usando seu escudo e contra atacar com uma estocada, mas Andreas fora ágil o suficiente para pular para o lado antes do golpe atingi-lo. O contra ataque foi imediato, o filho de Ares girou e tentou acertar Syd com um golpe lateral, mas esse defender usando a lateral da espada. Andreas então começou uma série de investidas, tentando encontrar uma brecha nas defesas de Syd, o que era apenas uma questão de tempo. embora o filho de Dionísio estivesse se saindo muito bem. Frustado, Andreas usa seu escudo para afastar o adversário e forçar uma brecha, mas Syd é rápido e consegue levantar o escudo a tempo. Os dois voltam a cair em uma troa de estocadas, agora mais complexas, com direito a golpes traiçoeiros e chutes.

Cansados, os dois resolvem parar. Não haviam feito um duelo muito digno, mas o objetivo de ambos fora concretizado, mesmo que de forma breve - treinar estocadas e defesas.  Mesmo em uma luta rápida, as espadas exigiam bastante esforço, por isso Syd retirou uma garrafa de vinho de sua cartola e bebeu, afim de espantar o cansaço. Depois voltou para o seu chalé, farto de treinamentos.
avatar
Syd Barrett
Filhos de Dionísio
Filhos de Dionísio

Mensagens : 392
Data de inscrição : 11/06/2013
Localização : Acampamento Meio Sangue

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
99/100  (99/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Convidad em Sex Jun 14, 2013 4:34 pm

Bom treino, apenas alguns erros de ortografia relevantes. Mas na próxima lembre-se que PvPs com players imaginários ou não devem ser feitos na arena avançada.

85XP e 80 dracmas + 1 pt. em Velocidade

Aguardando atualização

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Hades em Sex Jun 14, 2013 4:39 pm

Atualizado
avatar
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 347
Data de inscrição : 03/06/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Syd Barrett em Sab Jun 15, 2013 10:10 am

Syd levantou-se num salto, sentando na cama. Suas mãos agarravam o edredom com força e sua boca acabava de soltar um grito silencioso. Suor escorria de sua pele e seu coração lutava para sair pela boca.  Pesadelos não eram raros entre meio sangues, e geralmente anunciavam coisas ruins, mas o garoto esqueceu tudo que sonhou assim que abriu os olhos. Só se lembrava de ter tido um pesadelo cheio de sensações desagradáveis, Mas assim que o pânico passou, ele deu de ombros e voltou a sua rotina normal, não iria esquecer desse infortúnio, mas tampouco iria deixar sua imaginação ultrapassar os limites do medo. 
Após tomar um banho e se arrumar, Syd pegou sua Espada de Vinho e o escudo e bronze no baú. Nada melhor que uma atividade bem puxada para esquecer do sonho. Ele também vestiu sua cartola e colocou seus anéis, e só então saiu do seu chalé. A caminhada até a arena era consideravelmente curta, então mesmo com passos relaxados o garoto não demorou mais que alguns minutos para chegar ao seu destino. 
Alguns campistas já estavam treinando, a julgar pelos gritos e xingamentos, mas para a sua sorte Syd encontrou um boneco de palha que não estava sendo usado. Primeiro ele aproximou a espada do boneco e assim que a palha manifestou movimentos ele soube que era um boneco de palha encantado. Era bastante duro treinar com aqueles manequins. Syd tinha uma boa perícia com espadas, mas ainda era novato, por isso acabava apanhando um pouco dos tais bonecos. Mas um desafio era algo muito tentador ao filho de Dionísio. Ele endireitou sua postura e colocou o escudo numa posição que defendia seu peitoral, assim poderia levanta-lo ou abaixa-lo mais rapidamente. Por fim segurou sua espada em guarda e atacou o boneco com um golpe lateral. A espada mal cortou a palha e o boneco girou, um pedaço de ferro iria atingir o rosto do meio sangue, mas este levantou o escudo bem a tempo. Uma pequena brecha se formou, e ele aproveitou, conseguindo realizar uma estocada que atravessou toda a palha. O movimento fora bonito, mas era impossível retirar a espada e se defender a tempo, tanto que uma barra de ferro bateu no joelho do campista e o derrubou. 
Xingando pragas o garoto se afasta do boneco e se aproxima de uma área mais livre, onde poderia ter mais liberdade de movimentos. Retirou seu escudo para aumentar a agilidade de seus movimentos e levantou a espada, descendo a lâmina em um golpe na diagonal. Depois levantou o braço novamente, mas dessa vez posicionando a espada do outro lado de seu  corpo e descreveu mais um golpe na diagonal. Ele começou a repetir essa série de movimentos, cada vez mais rápido, até que a espada zumbisse ao cortar o ar e seus braços começassem a protestar de exaustão. 
Uma garota que o observava durante seus movimentos aproximou-se dele e se apresentou:
- Prazer, sou Michelle, filha de Hermes.
Era uma garota aparentemente mais velha, vestida com botas e uma blusa ligeiramente estudada de couro. Ostentava uma espada curva e ameaçadora, que brilhava. Syd sorriu ao vê-la e reconheceu como uma das instrutoras da arena, apresentou-se dizendo:
- Prazer, Syd, filho de Dionísio. Fiz alguma coisa errada?
A garota riu e disse:
- Não, mas acho que podemos variar esses golpes. Em uma luta você irá precisar intercalar diferentes estocadas.
Assenti, sabia que ela estava certa. Na verdade eu nem queria treinar estocada nenhuma, apenas a velocidade dos meus golpes, mas se ela tinha se oferecido para me ensinar algumas abordagens novas, eu não iria recusar. A filha de Hermes pediu para observa-la e começou uma sequência complicada de golpes. Primeiro ela desferiu um golpe lateral, aproveitando o braço cruzado para encaixar um golpe diagonal de baixo para cima, depois ela recuou para a guarda e espetou a espada num movimento circular. Tudo isso numa velocidade impressionante. 
 Syd começa a fazer a mesma sessão de golpes. Não tinha tanta velocidade ainda, mas conseguia executar os movimentos com total perfeição. Tanto que arrancou um incentivo da filha de Hermes, que disse - É, você não é tão ruim assim, continue com as sequências que irei ajudar outro. Após alcançar um ápice de velocidade, quase tão rápido quanto o de MIchelle, Syd começou uma outra sessão de movimentos. Ele cortou o ar com um movimento lateral e recuou em seguida, colocando a espada em guarda, depois levantou a espada e golpeou de cima para baixo com velocidade, recompondo-se e voltando para guarda. Depois imitou a estocada circular da filha de Hermes  e encaixou nela um corte lateral que poderia ser útil em pegar o adversário desprevenido. Deu-se por satisfeito e foi embora da arena. 
avatar
Syd Barrett
Filhos de Dionísio
Filhos de Dionísio

Mensagens : 392
Data de inscrição : 11/06/2013
Localização : Acampamento Meio Sangue

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
99/100  (99/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Convidad em Sab Jun 15, 2013 12:39 pm

Bom treino, mas em uma parte você mudou o narrador de observador para personagem e ficou um pouco rápido.

80XP e 70 dracmas + 1 pt. em Velocidade

Atualizado por Hades

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Louis Clement em Seg Jun 17, 2013 2:12 pm

Eu acordei em meu chalé pronto para mais um treino no acampamento meio-sangue. Estava muito calor e eu havia passado a noite sem camisa, então quando acordei, me vesti. Troquei meu shorts do pijama por um jeans que eu havia comprado no inverno passado e coloquei a camiseta uniforme dos campistas, puxando um pouco a manga por conta do calor.


Pensei em vestir meus óculos de sol, mas achei melhor não. Por pura preguiça, eu apenas escovei os dentes e não fiz a barba, acho que aquilo era bom porque as garotas achavam sexy, mas eu não podia deixar ela ficar maior do que estava.


Antes de sair do chalé, peguei minha espada de prata e vesti o peitoral da minha armadura do espaço-tempo. Acho que aquelas duas armas eram suficientes para meu treino. Desci as escadas rapidamente e corri até a arena do acampamento meio-sangue. 


Ao chegar lá, não havia ninguém, então decidi que lutaria sozinho mesmo contra algum monstro. Olhei as jaulas disponíveis e cada monstro no local, acabei por lutar contra um ciclope. Soube que é muito comum encontrar com eles em missões, então eu devia ficar preparado. Um semideus abriu a jaula com o monstro e eu me preparei.


O ciclope veio na minha direção, pronto pra me empurrar. Eu já tive experiências horríveis com aqueles monstros, mas aquilo não iria me afetar. Encarei-o e na hora que vi que ele ia me atacar, desferi um golpe com minha espada contra ele, acertando-o no braço, logo depois rolei para o lado para não ser pisoteado pelo gigante descontrolado.


Me levantei e vi o monstro com uma das mãos no braço, ele gritou pra mim e meus tímpanos quase estouraram. Eu tentei gritar mais alto quando avancei contra ele, mas não consegui. Ele também veio na minha direção, estávamos prestes a nos encostarmos, mas dei um salto e desapareci no ar, aparecendo logo atrás do ciclope. Ele se virou e cravei profundamente a minha espada na barriga dele, retirando-a em seguida.


O monstro me deu um empurrão e eu rolei alguns metros pra trás, indo parar na parede da arena. Pude ouvir meus ossos do corpo inteiro estalarem. Minha visão ficou turva e tudo escureceu, tudo ficou preto e eu pensei que eu ia desmaiar, porém depois de alguns segundos que mais pareceram anos, minha visão voltou ao normal e eu vi minha espada caída ao meu lado... estiquei meu braço pra pegá-la.


Com dificuldade, me levantei e fui até o ciclope, que ainda tentava recuperar seu ferimento. Ele tinha recebido dois cortes, isso significava que faltava apenas um. Me aproximei dele e aproveitando que ele não poderia reagir por estar ferido, desferi um corte no outro braço dele. Imediatamente eu vi o corpo dele congelar.


Usei a força que me restava para derrubá-lo no chão usando meus braços e chutes, em seguida, fiz o corte mais profundo possível no pescoço dele, assim o ciclope virou pó dourado.


Poderes:
  Habilidades com Espadas II – seus movimentos com espadas são melhores, podendo fazer golpes mais complicados.


Jumper - Você pode se teleportar para qualquer lugar no mundo, desde que tenha uma imagem dele, tanto em fotografia quanto em memória. Ao olhar a imagem você também pode ver como se estivesse lá, deixa um rastro de energia.


Armas:
Armadura do Espaço-Tempo: Uma armadura completa feita de Oricalco com detalhes em Bronze, amplia a velocidade do usuário graças ao controle temporal gerado por ela. Leve, não atrapalha nos movimentos.[INDESTRUTÍVEL](by:Chronos) [item obrigatorio]


Espada de prata - Uma espada encantada que faz o corpo do inimigo congelar completamente ao receber três cortes. [By: Hades]

Louis Clement
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 23
Localização : Na frente do PC

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Hades em Seg Jun 17, 2013 2:31 pm

Achei que poderia ter detalhado melhor a batalha e principalmente ter levado em conta que não seria tão simples derrotar um ciclope levando apenas um golpe.
Recompensas: 70 xp, 70 dracmas e 1 ponto em velocidade.

Atualizado
avatar
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 347
Data de inscrição : 03/06/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Rafael Logan Máximos em Ter Jun 18, 2013 6:50 pm

Entrei na arena portando apenas meu escudo e minha espada. Observei o ambiente, as gaiolas com monstros se encontravam nos fundos da construção, procurei por algum monstro forte entre todos, mas nada parecia ser forte o suficiente. Chamei um dos sátiros e lhe pedi para abrir a gaiola contendo um cão infernal, ele segui até a prisão do monstro e a abriu.
O cão estava repousando sua cabeça entre as patas, mas levantou rapidamente quando a gaiola foi aberta, olhei-o com atenção, a fera pulou para a arena e rapidamente olhou para mim.
Coloquei o escudo no meu braço esquerdo no momento em que o cão partiu em no ataque. Quando estava ao alcance ele saltou sobre o meu corpo, mas com facilidade joguei meu corpo para a direita, fazendo com que o monstro passasse por mim.
Girei a espada na minha mão e fiquei em posição, o cão novamente atacou com uma mordida, girei meu corpo e desviei de sua enorme mandíbula, bati o escudo contra seu rosto e golpeei com a espada, fazendo-lhe um leve corte na orelha esquerda.
A fera tentou um golpe com as sua enorme pata, usei o escudo para bloquear e ataquei com um corte diagonal na sua boca.
O cão ganiu, tentei cravar a espada em sua cabeça, mas ele foi mais rápido e desviou. O monstro deu alguns passos atrás e mostrou seus dentes para mim. Dei um leve sorriso e o cão correu em minha direção, manipulando o ar para me dar impulso acabei dando um salto por sobre ele, ficando atrás do monstro, a fera se virou e voltou a me atacar, fiquei firme e coloquei o escudo na minha frente. Fiquei pronto para o impacto, até que monstro se aproximou, virei meu corpo no último instante, a criatura passou por mim, ataquei com velocidade e feri sua pata esquerda traseira.
O cão mancou e se virou na minha direção outra vez, sua persistência era notável.
- Vamos por um fim nisso - corri contra ele. Com ajuda da manipulação de ar mais uma vez saltei sobre o cão e subi em suas costas, o escudo voltou a ser um relógio então peguei a espada com as duas mãos, apontei a lâmina para o pescoço do monstro e ataquei. A lâmina atravessou o pescoço do cão, que por um instante tentou lutar contra, mas foi em vão, rapidamente o mesmo se desfez em pó sobre mim.
Fiquei em pé, sobre os restos do que antes era um cão infernal, coloquei a espada na bainha e voltei ao meu chalé.
 
Poderes:

Nível 10 :
Dobra Elemental - Neste level, conseguirá dominar o elemento bruto, tanto em ataque quanto defesa.
 
Armas:

•          - Espada Solar - uma espada que emite luz solar de sua lâmina de ouro (indestrutível).

•          Escudo Apocalíptico - Escudo de Bronze Celestial, contém pequenas estacas ao seu redor que podem ser retiradas e se transformam em lanças com pontas de Bronze Celestial e imediatamente é substituída por uma nova. Só pode ser usado por Rafael, qualquer outro que o coloque terá sua mente tomada por ilusões de terror o levando a loucura, vira um relógio [INDESTRUTIVEL] (by: Deimos)
avatar
Rafael Logan Máximos
Filhos de Macária
Filhos de Macária

Mensagens : 570
Data de inscrição : 05/06/2013
Idade : 22
Localização : Não lhe interessa...

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
30/100  (30/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Tânatos em Ter Jun 18, 2013 6:57 pm

Rafael- Tente separar por pontos ações de sujeitos diferentes, ou que não tenham ligação direta. Fora isso ortograficamente está bom.
treino coerente e criativo.

Recompensa -100 XP, 100 dracmas e 1 ponto de velocidade.


Última edição por Tânatos em Ter Jun 18, 2013 7:18 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Tânatos
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 722
Data de inscrição : 13/06/2013
Localização : Mundo Inferior

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Hades em Ter Jun 18, 2013 7:12 pm

Atualizado
avatar
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 347
Data de inscrição : 03/06/2013

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Treino com Bonecos.

Mensagem por Myrddin VanHelsing em Qui Jun 20, 2013 10:25 am

Precisava de algo para fazer. Essa calmaria não seria para sempre. Coloquei minha armadura, peguei minha espada bastarda de gelo e segui para a arena.
Decidi aprimorar minhas técnicas de combate sem um escudo. Filhos de Atena são os melhores na defesa, mas algumas vezes ficar apenas nela não resulta em nada.
Olhando para a arena, segui para a parte que havia os bonecos. Uma bela criação dos filhos de Hefesto. Eles tinham algum movimento simples, e teria alguma resistência melhor para o treino dos movimentos, que treinar sozinho.
Selecionei um mais ou menos do meu tamanho. Seria bom que poderia entender como defender melhor os golpes que eu daria. Confuso? Sim, eu poderia criar uma defesa melhor para os mesmo golpes quando aplicados contra mim.
Comecei com os golpes básicos. Estocadas, cortes, golpes com apenas um movimento. Visualizando esses movimentos posso compor combinações de golpes e como defender.
A espada bastarda me permite usá-la com uma ou duas mãos. Assim tentava mudar de mãos, assim surpreender meu adversário.
Mudei para os golpes duplos. Cortes X, estocada seguida de corte para cima ou para baixo.
Analisando esses movimentos, fiz mais combinações, com mais golpes por vez. Usando o poder de Fôlego podia realizar muitos ataques sem perder o folego, ainda mais que to usando golpes corporais.
Agora chegou a hora de usar o poder da espada. Não adianta usar uma espada que tem poder de congelar momentaneamente um ponto que toca se não aproveitar disso. Congelar e descongelar um ponto o enfraquece. Ou conseguir manter ele congelado, pode ajudar, ainda mais se for a armadura.
Congelar e descongelar seriam melhores se tivesse uma espada de fogo e uma de gelo. Próxima compra.
Olhei para o que restou do boneco depois de duas horas de treino. Filhos de Hefesto teriam problemas para arrumar o que fiz. Provavelmente o derreteram e usaram para outra coisa.
 
poderes:

Level 2 - Fôlego: Os filhos de Atena conseguem fazer vários ataques em um post sem perder o fôlego, mas tal habilidade perde a validade para ataques que não sejam corporais.
 
armas:

- Armadura Grega
- Espada bastarda de gelo.
avatar
Myrddin VanHelsing
Cavaleiros de Hades
Cavaleiros de Hades

Mensagens : 153
Data de inscrição : 05/06/2013
Idade : 23

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Convidad em Sex Jun 21, 2013 5:34 pm

~~ Atualizado por Hermes ~~ 
Xp -  30
Dracmas - 60
Ponto de técnica - 1

- Procure usar mais sua criatividade, mais ataques e usar mais ações.



Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Rafael Logan Máximos em Sex Jun 21, 2013 8:28 pm

Eu estava ouvindo música com meu fone de ouvido e indo para a arena, a espada de ferro estígio e energia negra balançava no meu cinto a cada passo que eu dava e o amuleto de prata estava no meu pescoço.
Passei pela entrada da grande construção e comecei a olhar as gaiolas, precisava de algo para testar a minha nova estratégia, para a minha sorte a arena estava vazia.
Comecei a caminhar entre as gaiolas, aumentei o volume da música para não ouvir os ruídos e insultos dos monstros. Bem nos fundos da Arena, não últimas seis jaulas haviam ciclopes grandes, os maiores que eu já havia visto, deveriam variar de 2,5 m a 3m, eram perfeitos e seriam as cobaias do meu teste. Voltei para o centro da arena e me virei para onde os monstros surgiriam, levei a mão ao bolso e de lá tirei um pedaço de pano, uma venda. Cobri meus olhos com o tecido e apontei minha mão na direção das jaulas, os cadeados daquelas que abrigavam os ciclopes se romperam com uma explosão, coloquei o volume no máximo e esperei.
Pude sentir a vibração sob meus pés a cada passo que os monstros davam, peguei a espada da bainha e aguardei. Nesse instante uma imagem surgiu na minha mente, como um filme (Previsão), os seis ciclopes e eu, consegui ver o que estava mais próximo a mim, bem na minha frente, me acertando um soco no peito.
Contei os segundos mentalmente, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, rolei para a direita e o monstro acertou um soco no nada. Dei um leve sorriso, a benção que Apolo havia me dado estava funcionando, agora eu conseguia prever o futuro com 10 segundos de antecedência. Levantei, a imagem de outro ciclope pulando sobre mim apareceu na minha mente, contei os segundos e dei um passo atrás fazendo o monstro errar. Golpeei e fiz um corte no seu braço esquerdo, me abaixei e desejei de seu ataque, com rapidez e precisão acertei o peito da criatura, matando-o instantaneamente.
Conforme as imagens me apareciam realizava meu movimento, sempre desviando e contra atacando, mas sem ser atingido.
Um dos ciclopes me deu um soco de direita, virei meu corpo e desviei, girei meu corpo outra vez e escapei de um soco de esquerda, abaixei-me lhe fiz um corte logo a baixo de seu joelho esquerdo, rolei para a minha direita, evitando levar um chute no rosto, levantei e com o impulso criado pela manipulação do ar, dei um salto por sobre o monstro, caindo atrás do ciclope e antes de tudo atravessei suas costas com a espada.
Outra visão surgiu, restavam quatro, ambos estava a certa distância de mim, receosos em me atacar. Guardei a espada e pensei em meu arco o fazendo surgir instantaneamente. Pensei na flecha que eu queria, uma de Bronze Celestial e logo a mesma surgiu na corda. Mantiver a flecha apontada para baixo, a música tocava alta no meu ouvido. A visão surgiu, um ciclope estava a uns 10 metros, exatamente atrás de mim. Puxei a corda até as penas da flecha tocar o canto da minha boca, ajuste a altura, girei meu corpo 180 graus e soltei a corda. A flecha vôo rápida e acertou o peito do monstro um pouco a cima do coração, a visão acabou.
Refiz os movimentos, mas com um diferencial, ergui o arco um pouco mais e disparei, a flecha acertou o pescoço do monstro, fazendo com que sangue jorrasse pelo ferimento, ele caiu de joelhos e explodiu em pó.
Outra visão mostrou o ciclope a minha direita atacando, repetido o que havia feito anteriormente, disparado a flecha que acertou o seu peito. O arco desapareceu e peguei a espada novamente. Corri até o ciclope que eu acabara de acertar, ele estava tirando a flecha de seu peito, antes que pudesse ter reparado em mim, minha espada estava fincada em sua barriga. O Ferro Estígio da lâmina se encarregou do resto, matando o monstro.
Tirei a venda e os fones, colocando ambos no chão, larguei a espada junto.
Toquei meu colar de prata e corri para cima dos ciclopes, dei um salto e ainda no ar o meu corpo se transfigurou, tomando a forma de um lobo, mas não um lobo qualquer, eu era duas vezes maior, mais forte e mais rápido.
Investi rapidamente contra o ciclope que estava mais perto, ele parecia perplexo com o que estava acontecendo. Dei um salto único contra ele, acertando minhas garras em seu pescoço. Nós dois caímos, mas o ciclope já estava se transformando em pó.
Olhei o restante, ele já havia se recuperado da surpresa e estava para me atacar, desviei com facilidade, pude sentir a diferença nos meus reflexos e eram incríveis.
O monstro acabou tropeçando e perdeu o equilíbrio, era a minha chance, pulei sobre ele, irei seu pescoço e lhe cortei a garganta com as minhas garras.
Assim que o monstro morreu voltei a minha forma humana, as minhas roupas eram as mesmas, sem alteração. Claro que eu estava extremamente cansado, peguei as minhas coisas e fui para o meu chalé onde poderia descansar em paz.

Armas:

• Espada Maldita: Tal espada é construída com metade ferro do Estíge e a outra metade de pura energia negra. Apenas Rafael Máximos pode utiliza-la, tendo ele por seu único mestre. Sua parte de estígio é extremamente afiada, cortando qualquer coisa e a ponta com energia manda jatos negros, que quando atinge o inimigo faz com que se inicie a falência da pele e uma explosão de dor. [By: Nyx]

• Ψ Arco da perfeição -> Um arco dourado feito de ouro imperial que aparece quando meu filho quer, ele é encantado e suas flechas são infinitas é só ele pensar na flecha que quiser (mesmo encantada) e ela aparece no arco, impossível desviar delas pois agem na velocidade da luz [indestrutível]
• Amuleto de Prata - Dá ao seu portador a habilidade de se metamorfosear em um lobo completo. Esse lobo é mais rápido, mais forte e maior que os lobos comuns. Seus instintos se tornam mais aguçados mesmo quando não estiver metamorfoseado. [Sempre volta ao dono]


Poderes:

Nível 10 :
Dobra Elemental - Neste level, conseguirá dominar o elemento bruto, tanto em ataque quanto defesa.
♣ Benção de Apolo: Essa benção tem o poder de prever o futuro, com 10 segundos de antecedência do que irá acontecer com você ou seus amigos.
Nível 17 - Combate: O filho de Hefesto manusear todas as armas em combate. Mas sua especialidade é o Martelo.
avatar
Rafael Logan Máximos
Filhos de Macária
Filhos de Macária

Mensagens : 570
Data de inscrição : 05/06/2013
Idade : 22
Localização : Não lhe interessa...

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
30/100  (30/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Convidad em Sex Jun 21, 2013 10:39 pm

Xp = 80
Dracmas = 80
Ponto de velocidade = 1

Atualizado por Hades

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Rafael Logan Máximos em Sab Jun 22, 2013 7:06 pm

Mais um dia havia passado, enquanto todos dormiam no conforto de seus chalés eu estava acordado, pronto para treinar, havia duas armas que eu queria testar, uma era minha Espada Maldita e a outra era a minha Katana Elétrica, jamais havia usado nenhuma delas aguardando o momento correto e eu sabia que essa era a hora.

Coloquei minhas espadas, cada uma e sua bainha e as coloquei nas costas e saí do chalé. Eram cerca de 03h00min da madrugada, tomei cuidado para não fazer nenhum barulho muito alto, o que foi inútil, pois as harpias me acharam rapidamente.

Retirei a Espada Maldita da bainha e me voltei para os monstros, eram apenas duas nada que não demorasse mais que um minuto. A primeira mergulhou em minha direção pronta para perfurar-me com seu bico, fiquei imóvel, até o momento em que a criatura já estava praticamente a alguns poucos metros de mim. Concentrei-me e imediatamente uma névoa negra surgiu nos olhos da mesma, era a minha chance já que seu golpe sairia errado. Tirei meu corpo da frente e ataquei. O golpe a matou rapidamente, sem me causar maiores problemas, a outra harpia fugiu com medo de enfrentar-me.

Continuei meu caminho até a arena, o lugar estava como eu mais gostava vazio. Procurei por entre as jaulas, um monstro que oferecesse maior resistência, fiquei girando a espada em minha mão, olhando atentamente para cada monstro, mas nenhum parecia dar trabalho, ao menos para mim.

Em uma jaula especial havia uma gigantesca cobra, uma naja com mais de 10 m de comprimento e olhos intrigantes. Peguei a Katana e com ela cortei as corretes da jaula, dei alguns passos atrás, tentando ficar longe do alcance da cobra. Empunhando as duas espadas fiquei atento aos movimentos da serpente que vinha lentamente em minha direção, calmamente e sem dar as costas para a víbora cheguei ao centro da arena, onde a luta seria mais fácil em minha opinião.

Comecei a voar, uma batalha no chão não era uma boa idéia, fique alto o suficiente para não ser alcançado pela cobra, circulei o monstro e de repente desci em sua direção, a serpente tentou me abocanhar, joguei o corpo para o lado, escapando da mordida do bicho, aproveitei a oportunidade e lhe fiz um corte no rosto. Ainda voando segui o percurso da cauda da cobra, lhe fazendo cortes com ambas as espadas. Comecei a subir novamente e me virei para a criatura, fixei seus olhos cor de âmbar, eram hipnotizantes e me distraiam com facilidade.

Desviei o olhar e tentei me concentrar, lembrei-me de uma técnica que seria útil. Fiquei oculto aos olhos da fera e voando me dirigi para o topo da sua cabeça, porém, esqueci que meu cheiro ainda era bem perceptível. Sua boca vem em minha direção rapidamente, joguei meu corpo para o lado e consegui uma brecha, cortei a lateral de seu rosto com a Katana e uma corrente elétrica percorreu seu corpo. Golpeei com a outra espada, acertando-a com a parte de ferro estígio. O contato com o metal foi suficiente para que junto com minha habilidade sensitiva a cobra morresse.

Voltei ao chão, cansado com a batalha. Após um curto descanso guardei as minhas armas e voltei para o chalé.

Poderes::

Nível 7
Voo perfeito: Você pode voar mais não apenas isso, você voa até a camada superior ao céu pode chegar assim ao Olimpo, mas cuidado se aparecer por lá sem ser convidado os deuses podem puni-lo.
Visão Negra - O filho de Macária pode deixar seu inimigo temporariamente cego com uma sombra tampando a sua visão. [Duas vezes por missão ou batalha. Dura dois posts]
Nível 7
Ocultação I - Os filhos de Macária conseguiram se ocultar de olhos mortais e monstros, apenas sua imagem, pois seu cheiro e barulhos que produzir ainda irá aparecer. [Duas vezes por batalha ou missão. Dura dois posts]
Golpe Sensitivo - O filho de Macária consegue fazer vários ataques no inimigo mais ele não sente dor alguma ou sente dor em excesso. Quando não sentir dor, o oponente poderá estar a beira da morte e não perceber.

Armas::

Espada Maldita: Tal espada é construída com metade ferro do Estige e a outra metade de pura energia negra. Apenas Rafael Máximos pode utilizá-la, tendo ele por seu único mestre. Sua parte de estigío é extremamente afiada, cortando qualquer coisa e a ponta com energia manda jatos negros, que quando atinge o inimigo faz com que se inicie a falência da pele e uma explosão de dor. [By: Nyx]
Katana Elétrica – lâmina feita de Aço e Bronze com o típico estilo oriental. Libera pequenas descargas elétricas.
avatar
Rafael Logan Máximos
Filhos de Macária
Filhos de Macária

Mensagens : 570
Data de inscrição : 05/06/2013
Idade : 22
Localização : Não lhe interessa...

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
30/100  (30/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Tânatos em Sab Jun 22, 2013 7:57 pm

Rafael. - Treino interessante. Bem criativo. Bom uso das armas e poderes e das características do oponente

Recompensa - 80 xp, 80 dracmas e 1 ponto de velocidade

Atualizado por Hades
avatar
Tânatos
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 722
Data de inscrição : 13/06/2013
Localização : Mundo Inferior

Ficha Meio-Sangue
Infrações:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARENA DO ACAMPAMENTO

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum